Logo
"SEM ESCRIVÃO A POLÍCIA PARA"
NOTÍCIAS
02/04/2014 - AMEAÇAS E ASSÉDIO MORAL DOS SUPERIORES
AMEAÇAS E ASSÉDIO MORAL DOS SUPERIORES

Ameaças e Assédio Moral dos Superiores

Ofício nº 14/2014 - gmc         São Paulo: em 25 de março de 2014

 

Senhor Delegado Geral,

 

Quando da assunção ao cargo de Delegado Geral Vossa Excelência muito nos confortou mostrando verdadeira identidade com as causas policiais, nos chamou mesmo a atenção sua preocupação com a pessoa do policial civil.

Demonstrou Vossa Excelência a intenção de empreender esforços no sentido de ver o policial civil mais respeitado, tanto pela população quanto de seus chefes.

Na verdade, encontramos em várias publicações vossa afirmação de que ”os policiais já trabalham sob estresse e não há ser humano que dá conta do estresse da profissão somado ao gerado pela falta de respeito, tanto da sociedade como dos policiais com os seus subordinados”.

Também, Vossa Excelência foi enfático ao dizer: “Os funcionários tem que ter paz de espírito, se na base estiver insatisfeito com o superior, isso será refletido na sociedade”.

Acredito, Sr. Delegado Geral, ser muito difícil aquilatar o quão bom foi aos policiais civis de São Paulo, ver no seu líder maior, o já bastante aclamado “Dr. Blazeck”, uma pessoa realmente voltada ao maior problema que enfrenta que é a falta de respeito. Aliás, um mal enraizado na cultura brasileira.

Ocorre, Sr. Delegado Geral, que a falta de respeito de superior hierárquico para com o policial subordinado, em particular dos Delegados para com os Escrivães de Polícia, vem aumentando assustadoramente, o que se mede pelas inúmeras reclamações que aportam cada vez mais a nossa Associação de Classe.

Os Escrivães de Polícia, que Vossa Excelência, tão bem demonstra conhecer, policiais sempre a postos, “páu prá toda obra”, não agüentam mais, além dos infortúnios próprios do cargo que ocupam e de um governo insensível aos seus clamores, tem, agora, de suportarem as ameaças, o assédio moral, a impertinência dos Delegados de Polícia superiores que, por não contarem com funcionários em número suficiente querem acometer ao Escrivão carga insuportável de trabalho.

Mais especificamente, inúmeras reclamações nos chegam dos plantões, nas Unidades POLO estão atendendo com          2 Escrivães por equipe, condições péssimas de trabalho, falta de material, falta de higiene, computadores com problemas e impressoras que ora, funcionam ora, deixam de funcionar. Além disso, quando nos dias de folga, são chamados para ajudar, pois trabalham conforme o DECAP estabeleceu e na 5ª e 6ª feiras, conforme determinado pelo Delegado Titular.

De tudo ainda os mais antigos assistem a uma inversão de valores onde são trocados por mais jovens que assumem o cartório e obrigam os mais antigos a assumirem o Plantão.

No DECAP, ainda, Escrivães possuem o prazo de 15 minutos para elaborar um Boletim de Ocorrência, caso contrário deverá justificar em memorando ao Diretor do DECAP, os motivos do atraso.

Na Seccional de Botucatu, os Escrivães encarregados da estatística mensal foram ameaçados de demissão com base no art. 7 inciso III, da LOP, caso fosse constatado qualquer erro. Nesta mesma Seccional, as determinações superiores são sempre seguidas do velho “jargão policial” não muito apreciado pelos policiais subordinados: “Vai sobrar”. Inacreditável!

Por tudo isso, acreditando verdadeiramente nas sérias palavras de Vossa Excelência, é que os policiais civis do Estado de São Paulo, em especial os Escrivães de Polícia, esperam uma providência enérgica e bem direcionada da Delegacia Geral, de modo a mudar drasticamente o comportamento destes superiores que, com certeza, não possuem, sequer minimamente, os requisitos necessários ao cargo de Chefe de Polícia.

Respeitosamente

Horácio Garcia de Oliveira

 Presidente

 

 

 

EXMO. SR.

DR. LUIZ MAURICIO DE SOUZA BLAZECK

DD. DELEGADO GERAL DE POLÍCIA

NESTA

 

Unidades Policiais
Departamento Jurídico
O AEPESP mantém uma série de convênios nas áreas Educacional, Advocacia, Turismo, Saúde, lazer, Parcerias e Serviços em Geral. Confira a diversidade que oferecemos aos nossos associados clicando aqui.
Fale Conosco
Email: aepesp@uol.com.br
Tel/Fax: 11 3229-9014/3228-2160/3326-3913
Endereço: Av. Cásper Líbero, 502, 10º andar - Luz
Cep: 01033-000 - São Paulo/SP.
© 2013 AEPESP - Associação dos Escrivães de Polícia do Estado de São Paulo
Desenvolvimento: Ellos design